Quinta, 17 Agosto 2017

Juatuba em alerta após confirmação da morte de mico por febre amarela

Publicado em Saúde Terça, 14 Março 2017 08:56
Avalie este item
(0 votos)

A população de Juatuba está alarmada quase há um mês pela desconfiança sobre a contaminação por febre amarela, de um mico-estrela encontrado morto na comunidade de Jardim Boa Vista, na zona rural da cidade. A suspeita foi confirmada com a entrega dos resultados dos exames feitos nas vísceras do animal, encaminhadas para a Fundação Ezequiel Dias – Funed -, em Belo Horizonte. O corpo do primata foi examinado também na Fundação Oswaldo Cruz – Fiocruz – no Rio de Janeiro, e depois no estado do Pará. E, o laudo constatou que ele morreu em decorrência da enfermidade, informação que causou alarde e deixou as autoridades em alerta. 

A Secretaria Municipal de Saúde se manifestou por meio de nota e informou que até o momento não foi feita nenhuma notificação de febre amarela em humanos na cidade. No entanto, a pasta, que já havia reforçado a vacinação garantiu que tomou as providências cabíveis e intensificou ainda mais as ações de combate à doença. De acordo com o comunicado oficial, o Estado orienta a cobertura vacinal no raio de um quilômetro a partir do local em forem encontrados corpos de macacos, o que foi feito em Juatuba, conforme as informações prestadas, antes da confirmação.

Desde o início deste ano, quando começou o surto em Minas Gerais, foram aplicadas no município mais de três mil doses da vacina contra o vírus causador da doença, além das que já eram previstas no calendário vacinal das Unidades Básicas de Saúde - UBS. A descentralização da imunização foi outra medida adotada para facilitar o acesso dos moradores das diversas regiões ao imunobiológico. Constatada a infecção do primata, a Secretaria de Saúde solicitou ao governo do Estado a liberação de maior quantidade de vacina para ampliar a cobertura entre as pessoas que vivem em áreas de risco. 

 

Vacinação hoje

 

As doses da vacina contra a febre amarela estão sendo oferecidas em todas as Unidades Básicas de Saúde – UBS -, durante toda a semana. E, neste sábado, 11, todos os postos estarão abertos das 08h às 17 horas para a imunização. O público-alvo são pessoas na faixa etária entre cinco e 59 anos de idade. Os adultos precisam levar Carteira de Identidade e os menores precisam estar acompanhados dos pais ou responsáveis, que, caso tenham o Cartão de Vacinação, devem apresentá-lo. 

 

Mateus Leme

A campanha de vacinação contra a febre amarela será intensificada na zona rural de Mateus Leme, com visitas a todas as residências pelos agentes de saúde, a partir deste sábado, 11. E, para reforçar a imunização, todas as Unidades Básicas de Saúde – UBS – funcionarão hoje, 11, das 08h às 16 horas.

A Secretaria Municipal de Saúde orienta a população do município a levar a carteira para que seja verificado se realmente é necessário receber a dose. A vacina protege pelo período de dez anos. A prioridade do Ministério da Saúde é imunizar as pessoas que residem em comunidades próximas a florestas, onde o risco é considerado maior.

A administração municipal está intensificando a vacinação pelo fato de ter sido encontrado em Juatuba dois micos-estrela mortos, um deles com a constatação de morte por febre amarela. Com o alerta, a equipe de Zoonoses tem feito uma constante “varredura” nas áreas de mata para descobrir se há indícios de primatas mortos nas imediações, uma vez que, quando o mosquito (Haemagogus e Sabethes) pica um macaco doente, torna-se capaz de transmitir o vírus a outros da espécie e ao homem. A doença também é transmitida pelo Aedes aegypti, mas somente em ambiente urbano.

 

Lido 250 vezes

Deixe um comentário

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE