Quarta, 16 Agosto 2017

Atrasos nos pagamentos complicam atendimentos na Policlínica de Juatuba

Publicado em Geral Terça, 06 Janeiro 2015 12:47
Avalie este item
(0 votos)

O ano terminou sem solução para um grave problema enfrentado pela população de Juatuba: a precariedade da Policlínica. A transferência do gerenciamento do sistema para o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Paraopeba – Cismep – em vez de minimizar, aumentou os problemas, uma vez que, insatisfeitos devido aos atrasos dos salários, profissionais contratados pelo grupo chegaram a cruzar os braços em protesto.  Não faltam reclamações sobre os atendimentos e o descontentamento continua grande entre os funcionários do setor. Alguns profissionais ficaram dois meses sem receber parte dos vencimentos e um médico chegou a dizer que apesar de continuar prestando os serviços, não pode contar com o dinheiro que deveria receber.  

A situação não é justificável, visto que, para melhorar a estrutura da Policlínica antes da entrega do serviço ao Cismep, a Prefeitura conseguiu aprovação pelos vereadores de um remanejamento de R$ 1,5 milhão. A administração afirmou que uma parcela do montante seria destinada à reestruturação do Pronto Atendimento, com reforma da estrutura de acolhimento aos pacientes, o que, conforme denúncias continuam as mesQmas. A contratação do grupo causou polêmica também porque uma das primeiras imposições feitas pela diretoria foi pela substituição de todos os servidores municipais lotados no setor por profissionais do próprio sistema. Depois de muitas discussões, a direção do consórcio concordou em manter os trabalhadores no cargo, porém, avisou que os mesmos podem ser trocados a qualquer momento por contratados. 

 

Lido 6744 vezes

Deixe um comentário

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE