Segunda, 23 Outubro 2017

Sinalização precária na 050 aumenta riscos no “Trevo da Formiga Doceira”

Publicado em Cidade Segunda, 27 Março 2017 13:20
Avalie este item
(0 votos)

O caos gerado pelas intervenções feitas na MG-050, no trecho que dá acesso a Mateus Leme foi motivo de mobilização das autoridades locais no início desta semana. Na manhã de terça-feira, 21, o prefeito Júlio Fares, acompanhado de vereadores, esteve nas imediações da lanchonete “Formiga Doceira”, onde está sendo construída uma passarela, sem as mínimas condições de segurança para motoristas e pedestres.

Dois engenheiros da concessionária estavam no local e foram cobrados em relação às providências para melhorias na sinalização, com a instalação de mais placas e cones, além de quebra molas. As autoridades exigiram também a retirada dos tapumes, que estão atrapalhando a visibilidade dos condutores de veículos, com aumento significativo dos riscos de acidentes. Até o fechamento desta edição não havia sinal das mudanças solicitadas. Os funcionários da empresa disseram ao chefe do Executivo e parlamentares que em breve serão iniciadas as intervenções para captação de águas pluviais no perímetro urbano de Mateus Leme, reivindicação antiga da comunidade diante dos transtornos enfrentados nos períodos de chuvas. No entanto, uma informação também obtida junto aos profissionais causa preocupação: a empresa que dará continuidade à duplicação ainda não foi contratada. 

Júlio Fares reforçou o pedido feito à concessionária pela instalação de mais passarelas: uma perto da escola de Azurita; outra, em frente ao posto de combustível desativado, também no distrito; e uma terceira a ser colocada próximo à loja de uma grande rede de supermercados, no bairro Mangabeiras. Uma equipe da Polícia Rodoviária Estadual participou da vistoria.

Lido 443 vezes

Deixe um comentário

SUGESTÃO DE MATÉRIA

EDIÇÃO EM PDF ONLINE